Eu Me Protejo

Aprendendo a me proteger da violência

logo-rnpi.png

Educação contra a violência

home.png
NOVO!
EU ME PROTEJO
VERSÃO PARA ESCOLAS
 

O que é?

     Eu Me Protejo é um projeto criado para que as crianças com e sem deficiência aprendam que seus corpos são seus e devem ser respeitados. Ensina a criança a reconhecer e se proteger de abusos e agressões. Explica que, se algo acontecer, as crianças devem contar a um adulto responsável e em quem confiem. Também orienta que, desde pequenos, todos devem respeitar os corpos dos outros e não recorrer a nenhuma forma de violência.

 

A cartilha ilustrada, com linguagem simples, pode ser lida com a família, educadores ou protetores. Pensando em acessibilidade, além da linguagem simples a cartilha tem audiodescrição, versão em Libras, inglês, espanhol e videolivros em português e em Libras.​ Uma versão maior foi feita para ser usada nas escolas. Além da cartilha, no site tem informações, dicas, músicas, poemas, teatro de fantoches em vídeo e outros recursos para ajudar na conversa com as crianças.

As pessoas preferem não acreditar, mas a violência pode acontecer com seus filhos. É necessário reconhecer que o perigo existe sim, e desenvolver maneiras de impedir que isso aconteça. Converse com seus filhos sobre prevenção contra a violência. O diálogo é sempre o melhor caminho.

PREVENIR É SEMPRE O MELHOR REMÉDIO

É nossa responsabilidade preparar as crianças para se protegerem e se defenderem.

 

Converse com sua filha ou seu filho para prevenir qualquer forma de violência, desde bullying, a abuso e agressões

 

Desde pequena a criança tem que:
 

  • Conhecer e saber nomear todas as partes do seu corpo, inclusive as partes íntimas
     

  • Gostar e ter orgulho do seu corpo
     

  • Saber que o seu corpo pertence a ela
     

  • Saber que algumas pessoas em quem ela confia podem ajudá-la a tomar banho, ir ao banheiro, e a/o médica/o pode tocá-la quando está doente
     

  • Saber que é errado qualquer pessoa tocar nas partes íntimas da criança ou bater nela
     

  • Reconhecer as situações de perigo
     

  • Saber o que fazer, caso ocorra alguma violência
     

  • Contar para uma pessoa de confiança, mesmo se o agressor ameaçou e pediu segredo, ou se for uma pessoa conhecida ou da sua família
     

  • Ficar longe do agressor

Baixe aqui

Aqui você pode baixar gratuitamente a cartilha Eu Me Protejo em português, Libras, audiodescrição, espanhol e inglês, videolivro em português e em Libras. Tem também uma versão resumida, a cartilha de bolso. Baixe e assista o conteúdo, compartilhe com

pais, psicólogos e educadores. 

Todo material do site é livre para impressão e compartilhamento,

mas não pode ser alterado nem vendido.

I Protect Myself
English
Eu Me Protejo
Português videolivro
Eu Me Protejo
Versão Escola
Eu Me Protejo
Videolivro em Libras
Yo Me Protejo
Español en PDF
 

Como usar?

  Você curtiu a ideia mas não sabe como utilizar?

   Separamos algumas dicas de como utilizar esse material, para que as crianças tenham o entendimento correto da cartilha, adequado para sua idade.

 

Mito ou verdade?

Veja os grandes mitos relacionados com o tema, que as famílias acabam muitas vezes usando como desculpa para não discutir o assunto, e as razões que tornam essa conversa tão importante, clique para saber mais:

 

Sobre nós

     Eu Me Protejo surgiu da união de vários profissionais de diversas áreas, educação, comunicação, psicologia, direito, medicina, ativistas dos direitos humanos e das crianças. Todo conteúdo foi validado e testado com crianças. O objetivo principal é elaborar um material acessível e gratuito para ajudar a prevenir a violência contra crianças.

O Protejo é totalmente independente, voluntário, sem patrocínio, fruto do tempo e boa vontade de pessoas que sabem o quanto é urgente o enfrentamento à violência contra crianças no Brasil, e que se dispuseram a trabalhar por isso.

 

Temos feito o melhor dentro da nossas possibilidades, tendo conseguido produzir um material inédito e importantíssimo para o combate à violência na infância, no meio da pandemia.

 

Quem quiser colaborar para melhorar a acessibilidade, imprimir cartilhas, ou outras formas de promover o projeto para que ele chegue ao maior número de pessoas possível é muito bem-vindo. Faça contato pelo email eumeprotejobrasil@gmail.com

 

Contato

Não se cale para a violência. Denuncie por WhaytsApp! (61) 99656-5008

Eu Me Protejo

disque_100.png
©Eu Me Protejo 2020
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube